Sexta-feira, 23 de Abril de 2021

Justiça
Sexta-feira, 05 de Março de 2021, 14h:35

Condenado a 13 anos

Garotinho é condenado em 2ª Instância e se torna inelegível até 2029

Condenado a 13 anos Por compra de votos

Fonte: Poder 360

Fernando Frazão/Agência Brasil

O TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro) decidiu nessa 5ª feira (4.mar.2021) aumentar a pena imposta ao ex-governador Anthony Garotinho por compra de votos na eleição municipal de 2016. O colegiado acatou ao pedido da Procuradoria Regional Eleitoral e condenou Garotinho a 13 anos e 9 meses de prisão.

Segundo o Ministério Público, o ex-governador cometeu os crimes de corrupção eleitoral, associação criminosa, supressão de documento público e coação no curso do processo. A condenação torna Garotinho inelegível pelos próximos 8 anos.

A denúncia partiu da Promotoria Eleitoral em Campos dos Goytacazes –reduto eleitoral de Garotinho– por uso irregular do programa social da prefeitura Cheque Cidadão para arrecadar votos para o grupo político do ex-governador. À época, a prefeita da cidade era de Rosinha Matheus, mulher do acusado.

Estimasse que o programa social tenha recebido mais de 17.000 inscrições. Parte destes não atendiam aos critérios da legislação municipal.

A sentença do TRE-RJ decorre das investigações da operação Chequinho, que levou o ex-governador a ser preso em duas ocasiões, em 2017 e 2019. A recente condenação, por unanimidade, confirma a decisão anterior da Justiça Eleitoral em Campos dos Goytacazes.

O ex-governador informou que vai recorrer ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Garotinho permanecerá em liberdade à espera de decisão da última instância da Justiça.

 
Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.