Domingo, 25 de Outubro de 2020

Agronegócio
Sexta-feira, 18 de Setembro de 2020, 16h:39

PRODUÇÃO

Banco de dados quer combater carvão do amendoim

Intenção é identificar potenciais focos iniciais do carvão do amendoim no Brasil

Agrolink

Agrolink

Um banco de dados mantido pela Embrapa busca reunir as informações sobre amostras de amendoim coletadas nas principais regiões produtoras do país. O objetivo é identificar focos iniciais do carvão do amendoim, principal doença da cultura, causada pelo fungo Thecaphora frezzii.

Foram coletadas 1.200 amostras das safras 2018/19 e 2019/20. Elas incluem amostras de solo, vagens e grãos de 80 municípios paulistas, principal estado produtor. Elas foram coletadas por auditores fiscais federais do Ministério da Agricultura e de forma voluntária por produtores.

“Nós sabemos o quão difícil é lidar com pragas que podem tanto causar perdas diretas de produção, quanto resultar na imposição de barreiras fitossanitárias a exportação, e apesar disso, a cadeia produtiva do amendoim tem proporcionado todo a apoio possível a essa iniciativa”, explica o pesquisador da Embrapa Algodão, Dartanhã Soares, que coordena o mapeamento.

A constante alimentação dos dados deve fornecer suporte para identificar focos dos patógenos em estado inicial e acompanhar a evolução e dispersão, orientando produtores a evitarem áreas infestadas. As informações também servirão de base para autoridades definirem as melhores estratégias de combate.

Por meio de mapas, será possível visualizar os resultados obtidos nas análises das amostras coletadas. “Diferentes cores foram usadas para permitir a rápida visualização dos municípios onde a presença do patógeno tenha sido confirmada ou não. Além de permitir a visualização da distribuição das amostras pelos interessados, o desenvolvimento do banco de dados será útil em estudos futuros visando entender melhor a dinâmica de dispersão do patógeno”, afirma o pesquisador..

Comentários










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.